BEM VINDO! WELCOME! BIENVENUE! BIENVENIDA

NÃO ESQUEÇA DE POSTAR SEU COMENTÁRIO. GRATA.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

O TIROTEIO

No dia 17 de janeiro  ás 11:30h da matina estava no ônibus (Charitas. Gávea)* quando ao fazer uma manobra em uma das ruas da Gamboa percebemos que os motoristas começaram  a dar ré por conta de um tiroteio á frente. O motorista  de maus bofes dizia que não poderia  mudar o itinerário por ser ordem da empresa (não duvido) e entra na rua com marcha reduzida. Carros da PM enfileirados e policiais armadas até os dentes. Mal passamos e escutou-se tiros. E assim seguimos viagem. Graças aos céus ninguém se feriu. Atualmente viver no Brasil (não só no Rj) está sendo um desafio. Muito triste.

* Um adendo: o referido motorista estava exaltadíssimo; desde a hora do meu embarque.
O dito esbravejava. 
Falava com outro colega que subiu no mesmo ponto que eu, que estava de saco cheio; que a empresa não pagava o que deveria; que estava fazendo trabalho dobrado - realmente foram demitidos diversos trocadores e motoristas estão com dupla função; acredito que era essa uma das queixas.
Ele batia na caixa de dinheiro e xingava Deus e o mundo.
Agora veja que situação perigosa vivemos: um motoristas transtornado, colocando em risco a vida de todos que estão sob sua responsabilidade (de condutor lógico).
No episódio acima, o correto era ele também dar marcha ré e procurar outro caminho e não por a vida de todos em risco.
Penso que a grande maioria precisa passar por uma reciclagem para poder "tomar um volante".
Foi um susto.
Mais um neste já tao sobressaltado e maravilhoso Rio de Janeiro.

Ps.: a foto foi retirada da internet só para efeito de ilustraçao.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

MINHA SEMANA COM A SÉTIMA ARTE

Este início de ano tem sido farto em termos de aproveitar o que há de melhor da "invenção dos irmãos Lumière".
Muitas películas maravilhosas em cartaz e confesso que me falta tempo para ir a todos os lugares e colocar a lista em dia.
Mas vamos aos que assisti no curto espaço de cinco dias.
A lista a seguir segue ordem cronológica.

1) ELIS
Quando se é fã de alguém, você quer sorver tudo que diz respeito aquela pessoa esteja viva ou morta.
No meu caso com Elis Regina*, ainda tenho "fresca" na cabeça algumas passagens de sua conturbada vida ;  tanto profissional quanto pessoal.
Quase todos artigos, livros e depoimentos que saíram nas mídias eu acompanhei e tenho alguns guardados.
Mas vamos ao que interessa: o filme ELIS
Filme Nacional 
Só posso dizer que foi um trabalho maravilhoso da preparação dos atores mas principalmente da atriz Andreia Horta** que realmente "recebeu a entidade Elis Regina": sabemos que não é uma tarefa fácil representar alguém que teve muita projeção nacional e internacionalmente e que continua "viva" em nossos devaneios musicais; teve outras passagens pelas telas; louvo também o trabalho do ator Gustavo Machado - o Ronaldo Boscoli no filme e Caco Ciocler por seu César Camargo Mariano.
Direção de Hugo Prata.
* Elis Regina ; a maior cantora que o Brasil já teve. Não vou entrar em detalhes pois o espaço é pequeno para descrever  tamanho talento.

** Andreia Horta ganhou muito merecidamente o Kikito de Ouro por sua "Elis"
Alguns bons trabalhos na TV já mostravam o que poderia fazer nas telas etc...

2) O APARTAMENTO
Filme iraniano de 2016
O ator Shahad Hosseini recebeu o premio de interpretação masculina no Festiva de Cannes 2016 por sua atuação neste filme.
Achei o filme excelente  pois mostra a vida no Ira, como é a posição da mulher e como tudo tem acontecido.
"Tendo como pano de fundo os ensaios de A Morte de um Caixeiro Viajante sua mulher é agredida por um homem que invade a casa para onde o casal acabou de se mudar. O local era a casa de uma garota de programa e o agressor era um cliente desta".
Palavras do diretor (devo confessar meu total desconhecimento de suas obras) "Fiz este filme para mostrar que, embora alguns prédios sejam tombados e outros sejam reerguidos, as tradições mais ancestrais ficam intactas, mesmo aquelas que nos cerceiam,  ou que levam a intolerância."

3) EU, DANIEL BLAKE
Filme inglês com parcerias francesas e belgas se não estiver enganada.
Ator principal Dave Johns ; maravilhoso e tendo a atriz Hayley Squires como parceira. Ótima dobradinha,.
" um viúvo de 59 anos, tem indicação médica para deixar de trabalhar. Mas quando tenta receber os benefícios do Estado que lhe concedam uma forma de subsistência, vê-se enredado numa burocracia injusta e constrangedora...."
E um filme cru, duro, uma porrada posso assim chamar, em nosso sistema.
Um filme que nos faz lembrar que nao devemos nos calar diante de alguns sistemas e  que devemos lutar.
Maravilhoso.
Espero encerrar a semana com mais um.
Maravilha!
Ps.Desculpe a troca de letras mas... meu notebook anda revoltado.


 





quarta-feira, 11 de maio de 2016

A ARTE QUE SALVA - Nise da Silveira

Eu estava já algum tempo querendo assistir ao filme que fala do método inovador e amoroso que a psiquiatra Nise da Silveira instituiu para tratar alguns "clientes" da qual os pensamentos não cabem todos em uma só memória; em uma só vida.
Os ditos loucos/lunáticos/esquizofrênicos ou outros nomes quaisquer.
Confesso ter uma admiração e atração pelas mulheres que fizeram e fazem algo de diferente
do que e "a manada" manda ou espera delas.
Talvez por eu mesma na maioria das vezes não seguir bandos, grupos ou manadas e sempre ter minhas próprias opiniões; sejam elas boas ou ruins.
Mas voltando ao filme.
Devo dizer que esperava um pouco mais; eu queria saber melhor a história desta mulher.
Para quem já leu sobre Ela ou que trabalha na área, não é muito difícil se situar.
Para um "puro" sobre quem foi e o trabalho revolucionário realizado pela Dra. Nise,  creio serem um pouco vagas as informações.
Mas como não sou uma crítica da sétima arte vamos ao que me interessa.
A Arte.
Como sempre falo - A Arte salva - e neste filme tive a prova, mais uma vez, que estou certa.
Meu primeiro comentário vai para a escolha do elenco e o trabalho corporal que foi feito com os atores.
Um elenco encabeçado pela estrelar e diva Glória Pires já chama atenção; mas quero dizer que a grande maioria dos atores que estavam em cena  apresentaram um harmonioso e delicado bailado louco, vamos assim chamar.
O que dizer então?
Vamos lá!
Glória Pires como a peça principal (Dra. Nise) estava como sempre muito bem; mas como quase todos já sabem disso, chamo atenção para os espetaculares Fabrício Boliveira (nossa que tocante seu personagem - vi alguns trabalhos no cinema, como Faroeste Caboclo, Trinta e já era fã); Flávio Bauraqui (outro que admiro seus trabalhos - Madame Satã; Cheiro do ralo e o céu de Sueli - só para assinalar alguns que assisti) também maravilhoso.
A Roberta Rodrigues - que saiu do grupo Nós do morro, no Vidigal - cresceu muito como atriz; também curto seus trabalhos na sétima arte (Cidade de Deus, Garricha - estrela solitário e Rio eu te amo entre outros ; sei que faz bastante trabalho na TV mas como eu quase não assisto não posso opinar.
Agora..., uma atriz que chamou muito minha atenção, talvez pelo fato de não conhecer nada sobre ela - foi a brilhante Simone Mazzer.
Achei sua atuação maravilhosa; e já que era um papel feminino , tive minha atençao aguçada.
Nunca assisti nenhum trabalho dela mas gosto de descobrir "caras novas que já estão há muito tempo aí".
Por fim acho que vale a pena assistir ao filme - ainda mais para se ter sua própria opinião/pensamento (no meu caso aqui).
Nunca tive problemas de assistir películas nacionais.
Há anos prestigio nosso cinema, mesmo em épocas não tao bem vistos/as.


Ps:Só para falar de um que marcou-me muito: "Lamarca" com Paulo Betti e Carla Camurati. Filme excelente de Sérgio Rezende.







terça-feira, 26 de abril de 2016

AONDE MORA SUA ALMA?

Um pensamento rápido.

Perguntei pela amiga e o pai disse: " Está na Bahia, como sempre" e riu.
Realmente, ela é carioca mas há alguns anos passa mais tempo em outro estado - na realidade ela fica em um lugarejo entre a Bahia e Sergipe - viagem que faz com imensa satisfação.
Já algum tempo estou matutando sobre esse fenômemo que é nascer em um local e pertencer a outro.
Assisti esse dias um programa sobre lugares pelo  mundo e o apresentador comentou que desde pequenino sonhava conhecer Myanmar.
E ele estava realizando seu sonho de infância.
Myanmar? Perguntei/pensei alto.
Nunca ouvi ou vi/li algo a respeito.
Pois é; alguns se "enternecem" em ver uma foto, um artigo, histórias ou qualquer outra coisa que desperte sua curiosidade sobre um local; uma cidade ou um país.
Tenho amigos/as que quando vão para certos lugares que "adoram" sentem-se como parte da paisagem; da vida do lugar.
Não estou falando dos que estão à passeio; que dão um "rolé" de poucos minutos e partem para uma próxima aventura e nao se deixam tocar por nada.
Falo dos que vão para conhecer alguma cidade ou país e se apaixonam.
E estão sempre voltando, pois seu corpo e seu coração nasceram em um lugar do planeta mas sua alma....Ah! sua alma esta em algum lugar da Terra que só precisa encontrá-la.
Amigos que voltam sempre as Minas Gerais; os que estão fora do Rj mas estão sempre aqui sorvendo o que há de encanto e mágico da cidade.
Outros que adoram conhecer outros países e são apaixonados pela França(leia-se Paris entre outras); os que sentem-se atraídos pela agitada e pulsante Barcelona;  outros que amam a Itália (mesmo sem descendência) e aqui me encaixo e principalmente pela cidade de Florença.
Conheço alguns que amam Roma e sentem-se completamente em casa quando lá estão.
Enfim, são tantos lugares que muitos de nós pertencemos que fica difícil especificar o por quê?
Mas o que eu acho que já percebi ou ou  descobri é que  de qualquer lugar que tenhamos nascido sempre haverá outro onde nossa  Alma passeia e já se aventurou em algum outro plano astral.

E afinal; aonde mora sua Alma?


quarta-feira, 6 de abril de 2016

AMIGAS ESTUDANTES

Esta semana tive mais um encontro divertidíssimo e delicioso  com amiga de algum tempo.

Essa é  daquelas amigas que não fica só no: "vamos marcar"; "ando com agenda cheia" etc.
Sempre damos um jeito de acertarmos algo. E são realmente encontros ótimos.
Além de colocarmos os papos diversos em dia aproveitamos para rirmos de nós mesmas o que por si só já daria motivos de sobra.
E entre uma risada, uma garfada e outra eis que Ela conta-me sua novidade:

"Estou fazendo outra faculdade", disse-me toda orgulhosa.

E orgulhosa também fiquei desta mulher que não se conformando com certas coisas atuais em sua profissão, esta partindo para outros desafios e isto é muito bom! Oxigena não só o cérebro como nossa vida que merece uma "sacudida" de vez em quando pra sair da mesmice.
E por conta daquele comentário voltei para casa lembrando-me de outras amigas também importantes que tenho e que por vários motivos voltaram a estudar.
Todas maravilhosas!
Conheço a que casou, criou filhos, separou e tudo mais que tinha um sonho de cursar um faculdade e que conseguiu bravamente com auxilio da família e está aí fazendo o que sonhou;
Tem a que enviuvou e também voltou aos estudos; aquelas estão pelo mundo afora e que apesar de todo "perrengue" - casa, marido, filhos, canários, cães, trabalho etc., estão encarando outra universidade/cursos também e lógico com ajuda de seus maravilhosos maridos.
Amo isso!
Parabéns para todas e sinto-me muito feliz em participar destas novidades.
Amo vocês !
Beijos orgulhosos e esperançosos.

Ps.: Escolhi esta foto para nos representar. Acho que todas gostarão.


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

ANIMAÇAO - CINEMA DE (Um colorido)

Esta semana foi dia de prestigiar um bom filme nacional e para começar escolhi logo um de animação.

Confesso que gosto deste estilo bem como de documentários sem problema algum.
"O menino e o mundo" é de uma delicadeza que surpreende a todos.

Tudo bem que foi premiado no Festival de Annecy (França) um dos mais importantes deste genero e indicado ao Oscar mas nem sempre deixo-me levar por alguns comentário, mas desta vez surpreendeu "quinquilhoes de vezes mais".

Filme do animador Alê Abreu, "O menino e o mundo ", embora seja liberado para qualquer idade é muito mais que um filme infantil; aliás de infantil só os desenhos/traços (assim penso).
Esta animação nos conta a história de um garoto que vive com seus pais no campo até que certo dia seu pai sai de casa e parte para cidade grande a procura de novas expectativas.

O menino e o mundo fala da vida de pessoas que vivem sob o "colorido" do consumo desenfreado, a indústria que explora  e como isso e mais algumas coisas vão empobrecendo o povo.

Com um traço leve e colorido - foi usando canetinhas, colagem e mais algumas coisas simples que ele conta sua história; aliás, história de muitos.

O filme já ganhou o mundo (ele esta na estrada desde 2013) e alguns tantos prêmios.

Participaçoes especiais musicais de Naná Vasconceloe e Emicida.


Emocionante, lúdico e ao mesmo tempo profundo.

Estou na torcida.






quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

ARTES VISUAIS



Aproveitando que fui ao maravilhoso Espaço Centro de Artes UFF para assistir ao filme El Clan dei uma olhada na exposição que esta aberta ao público - As pensadoras  - da fotógrafa, pesquisadora e Doutora em Artes Visuais pela UFRJ.

Realmente ao olhar uma obra é difícil por vezes captar a mensagem do autor.

Foi o que aconteceu comigo nesta exposição com fotografia de bonecas.

Além da fotografia das acima referenciadas, a música e o ambiente, enfim, tudo lembrou-me o filme de terror  "O Iluminado". E umas outras pessoas tiveram a mesma impressão.

A obra das bonecas idênticas, aqui postada, como bem lembrou umas visitantes remeteu-nos claramente ao filme; como bem uma delas disse: " ...só falta ela piscar para nós...".

Se foi essa a intenção da pesquisadora, legal ela conseguiu.

Mas mesmo assim não foi bom o meu olhar.

Talvez uma outra vez...quem sabe...

Ps.: Amo o filme O Iluminado com o maravilhoso Jack Nicholson.